• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • planejamento-estratgico-
  • MPT adm banner dimensionado
  • peticionamento

Salas de audiência do MPT-PI ganham mais acessibilidade

Como forma de promover o acesso de deficientes visuais ao conteúdo das audiências, o Ministério Público do Trabalho no Piauí inseriu o software NVDA (NonVisual Desktop Access) às suas salas. O programa de licença pública sem fins lucrativos funciona por meio da leitura simultânea de telas e documentos nos computadores utilizados durantes as audiências. Para isto, basta passar o mouse em cima do texto a ser lido. O NVDA também permite navegação rápida por meio de teclas de atalho e ajuste da velocidade de leitura.

 

O software já está disponível em todas as salas de audiência do MPT-PI em Teresina e deve chegar à Procuradoria do Trabalho no Município de Picos, ao centro-sul do Estado, ainda nesta semana. “A pedido da procuradora do Trabalho Jeane Carvalho, a DTI (Divisão de Tecnologia da Informática) realizou testes com demonstrações nas salas de audiência para análise da viabilidade técnica”, explica Waldery Gomes, Chefe da DTI do MPT no Piauí.

A demanda surgiu de uma provocação dos representantes PCDs por meio da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho – Coordigualdade. “Essa necessidade surgiu decorrente de uma audiência, em que o presidente da Associação de Cegos do Piauí – ACEP falou sobre recursos que facilitassem a participação desse público nos auditórios. Esse tipo de tecnologia assistiva promove a funcionalidade, autonomia e efetiva inclusão de PCDs”, explica a procuradora do Trabalho e coordenadora regional da Cordigualdade, Jeane Carvalho.

Ao utilizar esses recursos, o MPT no Piauí realiza uma medida de responsabilidade social. “A PRT 22ª Região tem uma preocupação especial com os PCDs, e a utilização do software vem para garantir mais cidadania a esse público”, destaca o procurador-chefe do Trabalho, Ednaldo Brito.

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos